Equipados com tecnologia Bluetooth®, os novos sensores SensoNODE™ da Parker comunicam-se com celulares e tablets. Disponíveis inicialmente para aparelhos Apple, que se utilizam do sistema iOS, em breve também estarão disponíveis na versão Android.


Manutenção simplificada

Esta solução coloca os dados vitais para a produtividade da indústria literalmente na mão do usuário. Ela representa um avanço considerável, pois agora é possível efetivamente identificar problemas antes da ocorrência de falhas e evitar períodos de inatividade em máquinas e processos, graças ao monitoramento mais rápido e eficiente de suas principais variáveis.


Com a leitura eletrônica sem fio e resultados mais precisos, pode-se alcançar significativa redução de custos, eliminando rotinas de manutenção desnecessárias.


Fáceis de instalar

Ao contrário dos sensores analógicos convencionais, que demandam instalações com fios energizados, os sensores SensoNODE™ são compactos e fáceis de instalar. Disponíveis para monitoramento de pressão, temperatura e umidade, permitem cobrir uma ampla variedade de aplicações envolvendo líquidos e gases, podendo ser instalados por meio de conexões NPT (roscas macho ou fêmea) ou ainda com engate rápido.


Para ligá-los, basta girar a tampa azul do sensor. Já o desligamento é automático e ocorre depois de alguns minutos sem conexão do sensor com o aplicativo, fazendo com que a bateria tenha longa vida útil.


Múltiplos recursos

A tecnologia SensoNODE™ permite visualizar os dados em tempo real, acessar relatórios e gráficos, armazenar o histórico da medição e programar notificações de alerta, como picos de temperatura e pressão, por exemplo. Os sensores também podem ser nomeados para melhor rastreabilidade.

O sistema opera com alcance de até 45 metros, e as medições podem ser feitas inclusive em movimento, monitorando até cinco aparelhos simultaneamente.


Devido à sua construção robusta, com versões de aço ou poliamida, e também por serem selados, estes sensores podem ser aplicados em ambientes críticos ou de difícil acesso, onde o monitoramento com fio seria inviável ou impossível.


Os sensores atendem pressões de até 5.800 psi, temperaturas de -40ºC a +125ºC e registram de zero a 100% de umidade relativa do ar.


Fonte: Parker News